quarta-feira, julho 26, 2006

O Dia D

Nesta quarta será disputada a partida mais importante do ano, até agora, para o São Paulo. Vai ser uma pedreira lá no Jalisco, contra o Chivas Guadalajara. Já ganharam duas vezes da gente, este ano.
Estou apostando em um jogador, em particular, pra decidir a partida a nosso favor. Um jogador especial, que vinha sendo o melhor do time até mais ou menos a sexta rodada do Brasileirão e que ainda é o artilheiro do clube na temporada.
Danilo.
Não é um jogador que possa ser chamado de craque, mas tem muita habilidade, bastante senso tático e engana a marcação com sua falsa lentidão. O problema é que o Danilo pertence à mesma categoria de jogadores como Alex, Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho, Raí, Pitta e Roger, por exemplo. É melhor que alguns desses, mas pior que outros, mas não falo da qualidade técnica, e sim da estranha característica de serem muito dependentes de um determinado esquema, de precisarem de um certo espaço e uma certa função específica para poderem render. São os jogadores que ás vezes ‘dormem em campo’.
Danilo vem passando por uma fase ruim, já há algum tempo, e acredito que chegou ao fundo do poço na quarta passada, contra o Estudiantes, no Morumbi. Não apareceu para o jogo, se deixou envolver pela marcação, deixando a armação das jogadas para a zaga e para Josué ( até Ricardo Oliveira foi obrigado a sair da área para buscar jogo ) e ainda por cima quase nos levou à desclassificação ao perder um pênalty decisivo. Ficamos sabendo agora que ele jogou a maior parte desse jogo com a mão direita quebrada.
O que demonstra muita vontade e disposição pra assumir a responsabilidade.
Estou acreditando que hoje à noite ele vai decidir pra gente, como fez nos dois jogos contra o River, ano passado também pela semi-final.
Ele dorme, sim. Mas costuma acordar em jogos importantes.
Vai!


0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home