terça-feira, julho 18, 2006

Ilusão de Ética

Em um artigo publicado hoje na seção de Op-Ed do New York Times, Edward N. Luttwak argumenta que por pior que seja a crise atual no Oriente Médio ( e ele destaca que ela é um momento de definição na região, que coloca em xeque o próprio conceito do Líbano como nação ), ela não vai se espalhar para o resto da região.
Apesar de ter sido incentivada por Síria e Irã a crise não vai degenerar em guerra entre vários países da região. E não vai justamente por ter sido incentivada por Síria e Irã.
Irônico, não?
O fator crucial para que tal aconteça é justamente aquele que apontei em post anterior ( 'Sem Saída?' ): o cálculo frio de ganhos e perdas pessoais de cada governante. Sim, pois se Ahmadinejad e o Presidente Sírio vêem vantagens em incendiar a região com uma iniciativa irresponsável levada a cabo pelo Hezbollah, não têm razão alguma para crer que um engajamento direto na questão seria algo menos que catastrófico: daria a Israel um motivo para bombardear as instalações nucleares iranianas e não daria chance alguma para o atual regime sírio ter continuidade após uma derrota tão certa quanto cabal.
Enfim, Síria e Irã patrocinaram uma iniciativa criminosa por parte de um grupo terrorista a fim de desviar a atenção de si próprios, às voltas com a agência nuclear internacional e com os desmando e incompetências do Hamas, apoiado pela Síria. Mas não vão se queimar no fogo que eles próprios acenderam. Aliás, melhor que seja assim: ainda que não entrem na briga por puro cálculo e prefiram utilizar-se de idiotas úteis ( onde não os há!? ), é melhor que sejam covardes o suficiente para não derramar mais sangue. De contradição em contradição, de paradoxo em paradoxo, de ironias infelizes se faz a vida política na região.
Como eu disse antes: quando algo parece que está de acordo com valores elementares da civilização, no caso da política do Oriente Médio, descobre-se sempre o odor conhecido do cálculo político mais comezinho e irresponsável.
Parece que os políticos da região nunca vão nos surpreender. Nós é que não estaremos prestando atenção o suficiente.
Para acessar o texto de Luttwak, o que eu recomendo:
http://www.nytimes.com/2006/07/18/opinion/18luttwak.html?th&emc=th
( talvez seja necessário um rápido registro no NYT, mas é rápido, fácil e gratuito. Além de dar acesso ao conteúdo do jornal ).

1 Comments:

Blogger falco348 said...

Very pretty site! Keep working. thnx!
»

16 agosto, 2006 07:16  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home