sábado, novembro 18, 2006

Esportes!

Pegando ainda o gancho do último post, há uma coisa que não entendo: têm-se comentado os porquês de os jogadores argentinos Tevez e Mascherano não conseguirem repetir na Inglaterra, jogando pelo West Ham, as atuações admiráveis que teriam apresentado por aqui, pelo Corinthians.
Já ouvi vários comentaristas dar suas opiniões sobre o assunto. O bom blog Dia de Jogo, por exemplo, publicou um post nesta semana sobre o assunto. Confesso que não vejo nada de estranho no fato de os dois não conseguirem jogar bem lá na Premier League.
Nunca os vi jogar bem por aqui.
Claro, contra times pequenos o Tevez costumava se destacar, mas me digam qual foi o grande jogo contra um bom time que ele fez? De Mascherano, então, nem vale a pena falar: sempre foi medíocre.
Não à toa, desde que chegaram, há uns dois meses, já, o West Ham vem sofrendo uma série de derrotas. A última das quais agora há pouco, contra o Chelsea no Stamford Bridge, 1 a 0 com um golaço de falta do Geremi. Aliás, com os argentinos em campo, o West Ham ainda não conseguiu marcar um gol.
Incrível.

***

Falando, agora sim, de grandes gênios do esporte, vi apenas os últimos games do jogaço entre Roger Federer e Rafael Nadal, sem dúvida os melhores tenistas da atualidade – e Federer, especificamente, talvez seja o melhor de todos os tempos.
Deu Federer, 2 sets a zero, 6/4 e 7/5.
O jogo valeu pela semi-final do Masters Cup, em Shangai.
A outra semi-final, de que eu vi um set e meio, foi disputada entre James Blake e David Nalbandian. Também foi um ótimo jogo, embora não no nível absurdo da outra partida.
Deu Blake, também 2 sets a zero.
A final é amanhã, às 06h00 da manhã. Vai passar no SporTv 2, direto.
Vale a pena acordar de madrugada pra ver.
Pra mim, o Federer leva fácil.

***

E, claro!, amanhã também é dia de ser Tetra-Campeão Brasileiro de Futebol!
Vai ser um grande jogo, certamente, pois se o São Paulo vai com tudo para o gramado do Morumbi, empurrado por 70,000 pessoas ensandecidas para ver um acontecimento inédito, que é a conquista de um título do campeonato nacional dentro daquele ambiente sagrado, o Clube Atlético Paranaense não vai querer vender nem um pouco barato a derrota para o time que o venceu ali mesmo, naquele gramado, na finalíssima da Libertadores de 2005, após toda aquela celeuma por causa da interdição da Arena da baixada para o jogo de ida daquelas finais.
Ainda mais que vem mordido pela derrota para o Pachuca, do México, dentro da Arena, no primeiro jogo das semi-finais da Copa Sul-Americana, na quarta-feira.
Eu estarei lá no Morumbi, nas arquibancadas para festejar.
E no ano que vem tem mais.
Se o São Paulo realmente concretizar as contratações que estão sendo cogitadas, acho difícil algum dos títulos em disputa no ano que vem não vir para o Morumbi.
Vai, São Paulo!!!

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home