segunda-feira, julho 31, 2006

Por Alá!

Leio uma entrevista com o escritor paquistanês Tariq Ali feita pelo jornalista Antonio Gonçalves Filho e publicada na edição deste último domingo no caderno Cultura do Estado de S. Paulo.
Tariq se diz ateu, não islâmico e que para aprender sobre o Islã foi a Portugal e Espanha ( e não ao Oriente Médio... ). Diz, nessa entrevista que não se distingue um discurso de Fernando Henrique Cardoso de um de Lula, que há de se combater o capitalismo e que o socialismo deve promover a democracia, que Hugo Chávez é o principal, mais importante e mais relevante líder da América Latina, que esse mesmo Chávez e Morales são social-democratas e que chamar o Hamas de organização terrorista é uma frivolidade.
Bem, não conheço a obra desse senhor, mas pelo visto não estou perdendo muita coisa.

2 Comments:

Anonymous patrickgleber said...

Amigo Renato, para ajudar descrevo-lhe um pequeno perfil do escritor paquistânes Tariq Ali.

Ali,estudou ciências políticas e filosofía em Oxford. Durante a Guerra do Vietnã, manteve debates com personagens centrais, tais como Henry Kissinger. Tornou-se um crítico ferrenho das políticas externas dos Estados Unidos e Israel.

Esteve presente nas edições de 2003 e 2005 do Fórum Social Mundial, tendo sido um dos dezenove signatários do Manifiesto de Porto Alegre.

Sua última publicação é "Bush na Babilônia: a Recolonização do Iraque."

Espero ter ajudado.

Abs

www.blogdopatrick.blogspot.com

31 julho, 2006 16:47  
Blogger Primavera Negra said...

Olha, Patrick: eu já conhecia o Tariq Ali de nome, devo ter até lido alguns artigos dele na imprensa. Talvez no The Nation ( eu acho que já o li, lá ) Esse perfil que você me passa é bem previsível, dadas as opiniões que ele expressa na entrevista que eu comento.
É um equivocado eterno.
Recolonização do Iraque? Manifesto de Porto Alegre? Fórum Social Mundial???
Uau...
Mas obrigado pela dica.

31 julho, 2006 18:02  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home