segunda-feira, julho 31, 2006

Inferno! Purgatório... Paraíso?



Vamos por ordem de importância, do mais negligenciável ao mais relevante.
O Ultimão perdeu mais uma no campeonato. Foi o oitavo jogo seguido sem vitória. Está, agora, na lanterna, a três pontos do penúltimo colocado ( Fortaleza ) e a seis de sair da zona de rebaixamento. O time custou algo em torno de 150 milhões de reais.
Dispensa comentários.
Fui, no sábado, acompanhar Palmeiras x Paraná no Palestra Itália ( que é o Estádio que oferece as melhores condições de acesso, escoamento e estacionamento na Capital ) e julgo que o time da colônia italiana está ganhando cara de time competitivo. Fez dois a zero, tomou o empate e não se abalou: fez mais dois, pra golear por 4 a 2. E jogando contra o então quarto colocado da competição.
Atenção com o Palestra.
Por fim, o São Paulo. Tá certo, jogou com os reservas, mas isso não alivia nada: tomou 4 a 0 em pleno Morumbi de um rival que vem sendo o principal carrasco do Tricolor nos últimos anos. Parabéns ao Santos, que aproveitou a fragilidade do time do Morumbi.
Ao São Paulo resta tirar uma lição: se não é pra desesperar quanto ao rendimento do time na continuação do campeonato e da Libertadores, é preciso atentar a algumas constatações. Lenílson não está a altura de Danilo; Lúcio insiste em praticar seu futebol-piada; a zaga que jogou ontem não pode mais entrar em campo. Se pretende continuar sendo competitivo, o São Paulo precisa urgentemente renovar os contratos de Danilo, Lugano e Mineiro, além de resolver o imbróglio André Dias.
Que esse 4 a 0 sirva de aviso. Um time que quer ganhar o mundo não pode perder jogadores importantes para o Fenerbahce, para o futebol japonês, para o Goiás.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home